quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Esse olhar...

Esse olhar que nunca engana que sempre mostra o que se passa dentro de mim .
Tento esconder os fatos e até consigo mas os meus olhos?Ah!Esses me condenam e como qualquer um pode notar só pensar em você e eles brilham já denunciando...
Se eu erro eles contam ,se acerto do mesmo modo.
Bom ter em si espelhos onde todos possam te ver,te enxergar.
Já ouvi dizer que o olhos são as janelas da alma pois é bem assim nada passa despercebido por eles,hoje eu escutei uma canção que me fez lembrar de tanta coisa boa que vivi dos momentos loucos,alegres,enfim muita coisa.
Parei e pensei em quantas vezes meus olhos me denunciaram e parei de lutar contra eles eles são janelas limpas sempre me mostram mesmo quando eu não quero .Acabei por me render ...
O olhar é a coisa mais bela e pura que  faz quem não me conheça mesmo que por um instante me compreender...Eu poderia dizer que não compreendi o que você me disse mas jamais poderia dizer :Que não entendi a maneira como você me olhou.
Você já foi olhado por alguém?E se sentiu nú???
Estranha maneira de me definir mas seus olhos me deixaram assim nua me olharam sem véus  viu o pior de mim e mesmo assim insistiu em me amar.Seus olhos denunciaram que ali estava alguém disposto ame amar por toda vida ...Coisa boa é estar apaixonado ter o olhos sempre em festa cheio de cor e brilho.
Eles continuam a denunciar cada reação que tenho mas e daí? Coisa boa é ser transparente, límpido,deixem q te olhem como uma criança olha uma vitrine de brinquedos ,querendo explorar isto é sinal de que pessoas interessantes a gente conhece pelos olhos,chega de gente que me olha depressa preciso de alguém que me olhe demoradamente me desenhando,querendo me entender,me alcançar...
Que meus olhos,minhas janelas estejam sempre limpos pra que quem passe pelo lado de fora sempre se sinta despertado pela luz refletida...E daí se meus olhos me condenam???Contanto que você me ame,tá valendo!!! ;)
                                                                         Anna de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário